Projetos de decoração

Decoração de interiores: chaves para economizar

Decoração de interiores

Sentir-se em casa é uma expressão recorrente para indicar conforto em um espaço. Mas e se você não se sentir assim em sua própria casa? A decoração de interiores é essencial para que haja uma harmonia que se possa associar a uma sensação de paz.

Por vezes pode ser caro enfrentar uma reforma, mesmo que seja apenas os elementos decorativos. Por isso, nesse artigo daremos uma série de dicas para que seu bolso não sofra e você possa se sentir verdadeiramente em casa.

  1. Defina um orçamento

Antes de embarcar na tarefa em mobiliar sua casa, você precisa pensar cuidadosamente sobre o que deseja. Imaginar o quarto dos seus sonhos não é suficiente, pois é preciso definir um limite de orçamento.

Se está a pensar investir na decoração de diferentes espaços da sua casa, aconselhamos a repartir o dinheiro de acordo com a importância e relevância de cada um deles. Por exemplo, mobiliar a cozinha requer mais dinheiro do que uma sala de estar. Gerencie o orçamento através de uma distribuição de porcentagens, desta forma você pode dar a relevância que cada um dos cômodos da sua casa merece.

Faça uma lista com todos os itens que deseja comprar (poltrona, armário de TV, mesa de cozinha, bancada…) e adicione o preço padrão de cada um deles. Dessa forma, você pode ter uma ideia de quanto dinheiro vai precisar, sem se jogar em comprar e se apressar para fazer face às despesas.

Saiba também, que o profissional de design de interiores, tem competência para decorar a sua casa, sempre em função da eficiência energética, ou seja, no longo prazo vai economizar na energia em casa,

  • Priorize os elementos

Com certeza você está apaixonado por aquela cômoda com aquele design étnico moderno, mas você realmente precisa dela? Imagine que você tem um sofá que necessita de algum reparo, é melhor gastar o dinheiro para consertá-lo ou comprar um novo?

É uma situação hipotética, mas certamente você se viu refletido nela. É importante que na lista com todos os elementos que você deseja alterar, você priorize entre o necessário e o dispensável. Dessa forma, você pode ter uma visão global do que precisa e quanto vai custar.

  • Decoração de interiores em segunda mão

Cada vez mais pessoas optam pelo mercado de segunda mão para renovar os móveis de sua casa. Existe uma grande variedade de móveis e acessórios de decoração de interiores que podem ser adquiridos através de plataformas que facilitam a compra e venda em segunda mão. É tudo uma questão de se dedicar e procurar em várias plataformas na internet.  Em todos os aplicativos de vendas você pode ver anúncios em fotos e entrar em contato com os vendedores para conhecer pessoalmente e realizar a compra. Se tiver sorte, poderá encontrar aquele móvel que tanto gosta e a um preço reduzido.

  • Seja atrevido/a e “faça você mesmo”

Há alguns anos o conceito de faça você mesmo (do it yourself, DIY) vem ganhando força através das diferentes comunidades da internet. É uma corrente que se baseia na criação de móveis ou acessórios à mão utilizando os produtos e peças mais comuns. Pinterest e YouTube são as redes sociais que concentram mais usuários que praticam DIY. Os exemplos do que pode ser feito seguindo as diretrizes vão desde a criação de mesas de sala de estar com paletes pintadas, mesas de cabeceira criadas com ripas de madeira que pendem do teto em cordas de madeira, até práticos cabides para roupa.

Com esta técnica, além de economizar dinheiro na decoração de interiores, estará a potenciar o seu lado mais artístico.

  • Apoie novos criadores

O mundo está cheio de artistas e criadores esperando para serem descobertos. E onde encontrá-los? Instagram e Etsy são as plataformas que os novos criadores costumam usar para divulgar seu trabalho.

Navegar por contas de decoração e hashtags específicas pode ser a maneira de encontrar aquela luminária de design que você procura há tanto tempo. E certamente a um bom preço sem intermediários que encarem o preço final dos produtos.

  • Escolha o melhor momento para comprar

Uma das chaves para encontrar móveis de qualidade e baratos é estar atento ao fim da temporada nas lojas. Nessas situações as lojas aproveitam para estocar e ganhar espaço para apresentar as novas temporadas.

Sentir-se em casa é uma expressão recorrente para indicar conforto em um espaço. Mas e se você não se sentir assim em sua própria casa? A decoração de interiores é essencial para que haja uma harmonia que se possa associar a uma sensação de paz.

Por vezes pode ser caro enfrentar uma reforma, mesmo que seja apenas os elementos decorativos. Por isso, nesse artigo daremos uma série de dicas para que seu bolso não sofra e você possa se sentir verdadeiramente em casa.

  1. Defina um orçamento

Antes de embarcar na tarefa em mobiliar sua casa, você precisa pensar cuidadosamente sobre o que deseja. Imaginar o quarto dos seus sonhos não é suficiente, pois é preciso definir um limite de orçamento.

Se está a pensar investir na decoração de diferentes espaços da sua casa, aconselhamos a repartir o dinheiro de acordo com a importância e relevância de cada um deles. Por exemplo, mobiliar a cozinha requer mais dinheiro do que uma sala de estar. Gerencie o orçamento através de uma distribuição de porcentagens, desta forma você pode dar a relevância que cada um dos cômodos da sua casa merece.

Faça uma lista com todos os itens que deseja comprar (poltrona, armário de TV, mesa de cozinha, bancada…) e adicione o preço padrão de cada um deles. Dessa forma, você pode ter uma ideia de quanto dinheiro vai precisar, sem se jogar em comprar e se apressar para fazer face às despesas.

Saiba também, que o profissional de design de interiores, tem competência para decorar a sua casa, sempre em função da eficiência energética, ou seja, no longo prazo vai economizar na energia em casa,

  • Priorize os elementos

Com certeza você está apaixonado por aquela cômoda com aquele design étnico moderno, mas você realmente precisa dela? Imagine que você tem um sofá que necessita de algum reparo, é melhor gastar o dinheiro para consertá-lo ou comprar um novo?

É uma situação hipotética, mas certamente você se viu refletido nela. É importante que na lista com todos os elementos que você deseja alterar, você priorize entre o necessário e o dispensável. Dessa forma, você pode ter uma visão global do que precisa e quanto vai custar.

  • Decoração de interiores em segunda mão

Cada vez mais pessoas optam pelo mercado de segunda mão para renovar os móveis de sua casa. Existe uma grande variedade de móveis e acessórios de decoração de interiores que podem ser adquiridos através de plataformas que facilitam a compra e venda em segunda mão. É tudo uma questão de se dedicar e procurar em várias plataformas na internet.  Em todos os aplicativos de vendas você pode ver anúncios em fotos e entrar em contato com os vendedores para conhecer pessoalmente e realizar a compra. Se tiver sorte, poderá encontrar aquele móvel que tanto gosta e a um preço reduzido.

  • Seja atrevido/a e “faça você mesmo”

Há alguns anos o conceito de faça você mesmo (do it yourself, DIY) vem ganhando força através das diferentes comunidades da internet. É uma corrente que se baseia na criação de móveis ou acessórios à mão utilizando os produtos e peças mais comuns. Pinterest e YouTube são as redes sociais que concentram mais usuários que praticam DIY. Os exemplos do que pode ser feito seguindo as diretrizes vão desde a criação de mesas de sala de estar com paletes pintadas, mesas de cabeceira criadas com ripas de madeira que pendem do teto em cordas de madeira, até práticos cabides para roupa.

Com esta técnica, além de economizar dinheiro na decoração de interiores, estará a potenciar o seu lado mais artístico.

  • Apoie novos criadores

O mundo está cheio de artistas e criadores esperando para serem descobertos. E onde encontrá-los? Instagram e Etsy são as plataformas que os novos criadores costumam usar para divulgar seu trabalho.

Navegar por contas de decoração e hashtags específicas pode ser a maneira de encontrar aquela luminária de design que você procura há tanto tempo. E certamente a um bom preço sem intermediários que encarem o preço final dos produtos.

  • Escolha o melhor momento para comprar

Uma das chaves para encontrar móveis de qualidade e baratos é estar atento ao fim da temporada nas lojas. Nessas situações as lojas aproveitam para estocar e ganhar espaço para apresentar as novas temporadas.

Às vezes você mal pode esperar pela época do ano com preços melhores, então não desista de se sentir em casa por não ter o dinheiro disponível.

Às vezes você mal pode esperar pela época do ano com preços melhores, então não desista de se sentir em casa por não ter o dinheiro disponível.

About the author

Terra Design

Add Comment

Click here to post a comment